21 desafios para tornar o antirracismo uma prática diária #sejaantirracista

Quais atitudes podemos tomar para combater o racismo e assumir a autorresponsabilidade? Qual o papel que cabe às empresas e às novas gerações para atingirmos de fato a justiça racial? Como engajar as organizações nesta luta?

Para responder estas perguntas e provocar uma reflexão, em parceria com a Uzoma Consultoria e o Instituto Think Twice Brasil, a Newa lança “21 desafios para tornar o antirracismo uma prática”. O objetivo da campanha é propositiva a fim de levar às pessoas brancas e as organizações a saírem de uma postura de inércia, silêncio, omissão ou culpa para uma postura de ação.

“Ao longo desses 21 desafios buscamos provocar você a sair da sua zona de conforto. Mostrar a você que você pode fazer muito mais do que você imagina para colaborar com uma sociedade com mais justiça racial.  Exige auto responsabilidade para buscar o seu autodesenvolvimento e a sua parcela de contribuição para essa mudança”, explica Carine Roos, CEO e fundadora da Newa.

Como diz Angela Davis, “em uma sociedade racista, não basta não ser racista, é necessário ser antirracista”. Acredita-se que as pessoas negras devem educar os brancos sobre o racismo, mas justamente esse tipo de pensamento colonizador é que coloca os negros em uma posição de inferioridade.

Precisamos falar sobre branquitude, a projeção do branco sobre o negro, que é nascida do medo e cercada de silêncio e cheia de privilégios retirando a capacidade de identificação com o próximo e a intolerância generalizada calcada na diferença”, complementa. 

Dentre os desafios, estão explicações de o que é racismo, o mito da democracia racial e branquitude, bem como pequenas ações para compartilhar histórias e personagens de pessoas negras que admiram passando por piadas e expressões racistas que estão no nosso dia-a-dia e que devem definitivamente sair do nosso vocabulário.

O e-book traz ainda um vasto material complementar como dados, estatísticas, biografias, sugestões de livros, lista de entidades e pessoas que apoiam o movimento antirracista. Faz ainda um convite para empresas e influenciadores para se tornarem um embaixador divulgando o e-book e a hashtag #sejaantirracista e #pratiqueoantirracismo durante todo o mês de maio.

 

Baixe aqui

 

Para enriquecer ainda mais a discussão, o podcast “Somos Newa” traz convidados especiais para falar sobre o tema. A primeira entrevistada é a presidente da Associação AfroBusiness e co-fundadora e CCO da Conta Black, Fernanda Ribeiro. 

Ela fala sobre o mercado de trabalho e a economia gerada pela comunidade negra que tem injetado R$ 1,7 trilhão na economia brasileira atualmente e já está disponível nas plataformas digitais.

No dia 20, o papo é com Laiz Carvalho, economista-chefe da Brasilprev, que faz parte do e-book no desafio sobre a diversidade no mercado de trabalho. Na semana seguinte, é a vez de Theo van der Loo, fundador da Nevele Consulting, ex-CEO da Bayer, que detalha como as pessoas brancas e os líderes podem se engajar neste movimento.

Realização: Newa Consultoria 

Apoio: Uzoma Diversidade e Instituto Think Twice Brasil

Para enriquecer ainda mais a discussão, o podcast “Somos Newa” trouxe convidados especiais para falar sobre o tema. A primeira entrevistada foi a presidente da Associação AfroBusiness e co-fundadora e CCO da Conta Black, Fernanda Ribeiro.

Ela falou sobre o mercado de trabalho e a economia gerada pela comunidade negra que tem injetado R$ 1,7 trilhão na economia brasileira atualmente e já está disponível nas plataformas digitais.

Em seguida, tivemos o papo  com Laiz Carvalho, economista-chefe da Brasilprev, que faz parte do e-book no desafio sobre a diversidade no mercado de trabalho.

E por fim, foi a vez de Theo van der Loo, fundador da Nevele Consulting, ex-CEO da Bayer, que detalhou como as pessoas brancas e os líderes podem se engajar neste movimento.
Painéis – Realizamos duas lives em nossa canal no YouTube
Vamos falar da luta antirracista?
Direitos humanos e antirracismo no Brasil: O que aprendemos após um ano da morte de George Floyd?https://www.youtube.com/watch?v=hJkj63HQPzc